(31) 3281-9605

Meu Carrinho

0 item(ns) - R$0,00
Você ainda não adicionou produtos.

Seminário de leitura de Freud - 18/05 às 20:30h

Caros colegas,

A origem etimológica do termo ‘seminário’ é seminarium, derivado desêmenseminis, isto é, “semente”; seu sentido é o de uma ‘sementeira’, ‘viveiro de plantas’. Por extensão, um seminário é um local onde são semeadas ideias... Estamos, pois, numa atividade cuja função é a de cultivar, fazer germinar as sementes que ali são plantadas. 

Assim, recolhemos os questionamentos, as ideias-sementes que surgiram em nosso último encontro – em especial, o risco apontado de que a psicanálise possa vir a ser tomada como uma Weltanschauung - e para cultivá-las, sugerimos as seguintes leituras complementares: “Freud e aWeltanschauung” de Ana Maria Portugal e “A transmissão do saber: suposição – exposição” de Lícia Dias.

Estes escritos (cujas cópias estarão disponíveis a partir da próxima segunda-feira na secretaria do Aleph) nos dão a oportunidade de localizar elementos em outros textos de Freud e de Lacan que permitem avançar a discussão em torno da querela Ciência X Psicanálise que começamos a abordar com a leitura da  XXXV conferência de S. Freud, “A questão de umaWeltanschauung”.

Esperamos vocês para a leitura e discussão da segunda parte desta conferência
Dias: 18 de maio       Hora: 20:30h      Local: Sede do Aleph

 

REFERÊNCIAS:

FREUD, S. A questão de uma Weltanschauung.  In: Novas conferências introdutórias sobre a psicanálise. Edição standard Brasileira das obras completas de S. Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1976[1932-1936]. vol. XXII. p. 193-220.                           

PENNA, L. M. D.M. A transmissão do saber: suposição – exposição In:Psicanálise e Universidade: há transmissão sem clínica? Belo Horizonte: autêntica, 2003.

SALIBA, A.M.P.M. Freud e a Weltanschauung  in: Revista Alétheia. Publicação do Inconsciente – Centro de Estudos Freudianos, Nº3 – 2001. Governador Valadares, MG. P.7.